Tributo de Cremilda Medina para o Dia Nacional da Cultura e das Comunidades de Cabo Verde

A 18 de Outubro celebra-se o Dia Nacional da Cultura e das Comunidades em Cabo Verde, e a cantora Cremilda Medina aproveitou a data para deixar uma mensagem e tributo ao Folclore cabo-verdiano.

“…Ca bocês dtchá morrê Folclore di nôs terra…” (“vocês não deixem morrer o Folclore da nossa terra…”), é a principal mensagem que Cremilda Medina deixa a todos os Cabo-Verdianos neste dia.

A cantora cabo-verdiana resolveu assim dar um presente a Cabo Verde ao interpretar “Tributo Final” juntamente com Palinh Vieira na guitarra, uma composição de Manuel de Novas um dos seus compositores de eleição.

Com a cultura quase parada na sua totalidade já há alguns meses, Cremilda Medina
deixa assim uma mensagem de coragem e esperança “…companhêrs di nha vida …
um abraço pá bsôt tudo, co carinho di um amigo…” (“companheiros da minha vida …
um abraço para vocês todos com o carinho de um amigo”)
, a todos os seus
colegas da cultura que têm atravessado uma fase muito complicada por todo o
pais e na diáspora.

“A situação está muito complicada para muitas famílias, não só em Cabo Verde mas
um pouco por todo o mundo, esta pandemia veio criar dificuldades acrescidas a muita
gente…”
diz Cremilda, “… mas acredito que com muita força e esperança as coisas
possam vir a melhorar gradualmente, se cada um fizer a sua parte as coisas terão a
tendência natural a melhorar …”
.

“Neste momento tão particular como este em que vivemos, esta composição de
Manuel de Novas diz muito daquilo que me vai na alma, onde a frase “…ca bocês
dtchá morrê Folclore di nôs terra…” por si só, já diz tudo…”
, concluiu.

Veja abaixo, Cremilda Medina interpretando “Tributo Final”:

Artigos Relacionados