Tekilla anuncia lançamento de quarto álbum de estúdio “Olhos de Vidro”

Foto: Francisco Gomes

O novo e quarto disco de estúdio de Tekilla intitulado “Olhos de Vidro”, chega às plataformas de streaming a 2 de Julho, com as participações especiais de Dino D’Santiago, Amaura, Papillon, Ana Semedo e Sara Soulfull. O álbum já se encontra disponível em pré-save.

Depois de cerca de oito anos sem editar, Tekilla, nome incontornável do hip hop português, com uma longa carreira que o liga a uma das primeiras vagas de MCs nacionais, faz uma retrospetiva musical que começa com a sua primeira mixtape em 1995, até aos dias de hoje.

Com produção de Fred Ferreira (Orelha Negra, Buraka Som Sistema, Banda do Mar), o artista conseguiu juntar velhos conhecidos como Dino D’Santiago, Ana Semedo mas também sangue novo, como Papillon, Amaura e Sara Soulfull.

De acordo nota de divulgação, este é um disco que já não é só Hip Hop. “Bebe das influências lusófonas de Telmo Galeano (Tekilla), com raízes em Angola e que explora a Afro Pop, a Soul, a R&B, e ainda cruza gerações diferentes do Hip Hop, pondo lado a lado a nova e a velha escola”.

A partir de dia 2 de Julho os fãs e seguidores de Tekilla vão poder ouvir um álbum com orquestrações, onde a música se alia à mensagem, que converte o negativo em inspirador e motivador, e traz a maturidade de uma longa jornada, que fazem estes anos de ausência de um novo trabalho valer a pena a espera.

Com edição pela mítica editora britânica BBE, que conta no seu catálogo com artistas como J Dilla, Will I Am, Madlib, “Olhos de Vidro”  reflete as suas quatro décadas de vida e do universo que desde jovem tem vindo a criar, o mundo que idealizou, que nos anos 90 estava ainda por existir, na música, no Hip Hop, na Moda, no Skate e em tantas outras áreas da criatividade e das artes. 

“Esta é a minha busca pela essência do hip hop que cresci a ouvir. Não é um disco nostálgico, é um disco de hoje, de 2021, mas com raízes profundas, de mais de 20 anos disto, com quarenta de vida, de muitos encontros, de desencontros, de vitórias e algumas derrotas. É um álbum intenso, que quem ouve sente, desperta emoções, seja pela sonoridade ou pela mensagem… Sou um privilegiado por juntar artistas e músicos que admiro neste trabalho, e sei que os que sempre me acompanharam vão perceber este disco“, refere Tekilla.

“Resta saber se a nova geração perceberá de onde tudo isto vem, do caminho que foi percorrido quando só ouvir hip hop era algo difícil, não estava acessível a todos. Este é o meu contributo para o movimento, a homenagem aos que plantaram para que tantos pudessem hoje colher, mas sem esquecer que é preciso continuar a tratar bem das raízes, saber de onde vens para definires para onde vais. Porque mesmo passados tantos anos ainda são poucos os que percebem o Hip Hop. No Hip Hop somos livres, somos provavelmente a última cultura totalmente livre e é preciso mantê-la assim! Se sentirem isso enquanto ouvem o Olhos de Vidro, está ganho.” concluiu.

Tekilla conta já com três álbuns de estúdio e muitas colaborações, com Sam The Kid, Dino D’Santiago, Virgul, New Max, Kalaf, Cool Hipnoise, foi ainda membro do colectivo MadVision, que juntou Sam The Kid e Kacetado e DJ Link. 

Para além da música, Tekilla sempre se moveu em diferentes áreas, como na moda, assumindo o papel de stylist em publicidade para marcas multinacionais, artistas internacionais como DJ Craze (Kanye West DJ), em super produções como o vídeo oficial de David Guetta vs Bowie – Just For One Day (Heroes), com a dupla de estilistas Shunnoz Fiel e Tekasala, entre tantos outros. 

Mais recentemente lançou o Podcast B-Sides, com o intuito de dar a conhecer o outro lado dos seus convidados, com uma conversa a dois, sem filtros ou temas previamente definidos. O primeiro episódio teve Sam the Kid como convidado e o segundo contou com o dirigente da SOS Racismo, Mamadou Ba,  já disponíveis no YouTube e Spotify.

Artigos Relacionados

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.