“MOxAdTech”: Portugal desenvolve 1ª máscara que inativa o coronavírus

Foto: reprodução

Em Portugal, foi desenvolvida uma máscara reutilizável capaz de inativar o novo coronavírus, denominada “MOxAdTech”.

O projecto que resulta de uma colaboração entre a comunidade científica, académica e empresarial, foi aprovado pelo Instituto de Medicina Molecular João Lobos Antunes (IMM) em Portugal.

Com um revestimento neutralizante, a “MOxAdTech” é a primeira máscara que inativa o vírus SARS-Cov-2 (novo coronavírus), quando este entra em contacto com o tecido.

Os testes à máscara revelaram que mesmo após várias lavagens, se observou uma redução viral de 99% ao fim de uma hora de contacto com o vírus.

A “MOxAdTech” que começou a ser comercializada em Abril – mas só agora foi comprovada a sua capacidade de inativar o vírus – resultou da parceria entre a fabricante de tecidos Aldaberto, a empresa de moda MO da Sonae Fashion, o centro de tecnologia CITEVE, a Universidade de Minho e o IMM.

As máscaras estão a venda em Portugal ao preço de 10 euros, disponíveis nas lojas MO, Wells e Continente.

Artigos Relacionados