Covid-19: Africa Innovates destaca 50 inovações africanas

foto: africa innovates

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançou a revista online “Africa Innovates”, com edição especial que destaca jovens africanos inovadores na luta contra a pandemia Covid-19.

A revista tem como objetivo mostrar o potencial dos africanos, e contribuir para uma nova narrativa sobre os esforços de África na disseminação desta doença. 

Para isso, o Africa Innovates destacou 50 jovens inovadores, “que contra as probabilidades e recursos limitados, estão inventando diversas soluções caseiras que estão se mostrando essenciais para mitigar os efeitos da pandemia em suas comunidades”. 

Dos projetos selecionados estão três inovadores lusófonos, dois de Cabo Verde e um da Guiné-Bissau.

O Cabo-verdiano Érico Fortes Pinheiro, Técnico de Robótica, apresentou um projeto de construção de drones para agricultura e resflorestação, que estão a ser usados para desinfetar ruas, transportar medicamentos e amostras, “bem como outros bens essenciais para atender a população isoladas em áreas insulares remotas”

Por outro lado, Moisés Freire, também de Cabo Verde, desenvolveu o aplicativo “Gilera Cheio” de comércio eletrónico, com entrega ao domicilio de produtos fornecidos por vendedoras do Mercado Municipal do Plateau, em Cabo Verde. 

Um dos aspetos importantes deste projeto é o uso de e-bikes ecológicas para a distribuição e entrega dos produtos.

A Guiné-Bissau está representada pelo grupo “Innovalab”, que criou a plataforma Nobas Checker, que reúne uma comunidade de médicos, jornalistas, economistas, ativistas e verificadores, na luta contra a propagação de notícias falsas sobre a pandemia.

Confira todos os projetos inovadores da Africa Innovates contra a Covid-19, através deste link.

Artigos Relacionados